RESULTADOS NA ÁREA DE INVESTIMENTOS DOS RECURSOS PREVIDENCIÁRIOS DO PREVPAÇO ALCANÇAM RENTABILIDADE BEM ACIMA DA MÉDIA NACIONAL DOS DEMAIS RPPS

Os Regimes Próprios de Previdência Social são responsáveis por assegurar a aposentadoria e a proteção social dos servidores públicos. O investimento adequado desses recursos é essencial para garantir a sustentabilidade do sistema e a segurança dos benefícios futuros. Por meio de uma gestão de investimentos sólida, os RPPS podem obter retornos financeiros que contribuem para a manutenção e o crescimento dos recursos previdenciários, assegurando o pagamento dos benefícios aos servidores no longo prazo.

No ano de 2022, 51% dos institutos tiveram rentabilidade entre 5 e 9%, a média nacional de rentabilidade dos RPPS foi de 7,65%. O PREVPAÇO superou a média nacional, atingindo uma rentabilidade de 10,26%, próximo à meta atuarial média no ano que foi de 10,97%. Considerando as informações disponibilizadas por 588 Regimes próprios de previdência social, apenas 4,08% estão acima da média da meta atuarial para 2022 e o PREVPAÇO está próximo dessa taxa, se destacando por ter uma carteira bem posicionada no mercado.

O PREVPAÇO tem se destacado pela sua gestão eficiente nas aplicações financeiras. No ano de 2022, obteve um rendimento de mais R$ 4,3 milhões, resultado de um contínuo aperfeiçoamento e qualificação técnica da assessoria de investimentos, composta pelo economista Aloísio Lopes (servidor do quadro do PREVPAÇO), juntamente com os consultores da empresa “LEMA Economia & Finanças”, e do Comitê de Investimento (COMIN) do instituto. Ao adotar princípios de segurança, solvência, motivação, adequação à natureza e transparência, o PREVPAÇO tem conduzido suas decisões de alocação de recursos de forma responsável, visando sempre a preservação e o crescimento dos investimentos.

A diversificação dos investimentos é uma estratégia adotada pelo PREVPAÇO para mitigar riscos e obter melhores resultados. Aloísio Lopes, Assessor de Investimentos do instituto, destaca: “A diversificação é essencial para proteger os recursos previdenciários contra oscilações do mercado e garantir uma gestão mais segura e sustentável. Buscamos diversificar os investimentos entre diferentes fundos e instituições financeiras, sempre seguindo os princípios determinados na resolução 4.963/2021 do Conselho Monetário Nacional.”

Danilo Gaioso, Presidente do PREVPAÇO e do COMIN, ressalta o compromisso do instituto com a segurança dos recursos e a transparência na gestão financeira: “Nossa equipe está empenhada em zelar pelo patrimônio dos servidores e garantir a solidez do PREVPAÇO. Realizamos uma gestão responsável e ética, pautada pelos mais elevados padrões de conduta. Além disso, prezamos pela transparência em todas as nossas ações, disponibilizando informações claras e acessíveis aos segurados e à sociedade como um todo.”

Investir de forma adequada e responsável é essencial para a sustentabilidade e o bom funcionamento dos Regimes Próprios de Previdência Social. Pelos resultados observados de janeiro a abril do corrente ano, com uma rentabilidade acumulada de 4,10%, a expectativa é que o desempenho em 2023 será melhor do que 2022, que no mesmo período apresentava uma rentabilidade acumulada de 3,60%. Além disso, o PREVPAÇO hoje está com 94% da sua meta atuarial acumulada no primeiro quadrimestre. O PREVPAÇO reafirma seu compromisso em proteger o futuro dos servidores, assegurando uma gestão sólida, transparente e voltada para o alcance de resultados positivos.